Melhor Vizualisado pelo Mozilla Firefox

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Mafioso tailandês agiu para fraudar jogo do Brasil na Copa-2006, diz jornalista

Autor das denúncias de que o jogo entre Brasil e Gana pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo de 2006 teria sido manipulado, o jornalista canadense Declan Hill revelou à revista alemã Der Spiegel que o responsável pela fraude seria um tailandês, que atuaria no ramo das apostas ilegais há 15 anos.
De acordo com a denúncia, os apostadores teriam investido uma alta quantia de dinheiro em uma vitória brasileira por mais de dois gols de diferença. Para isso, teriam feito contato com um jogador da seleção de Gana para que servisse de intermediário. O jogo terminou 3 a 0 para os brasileiros.Por razões de segurança, Hill não quis divulgar a verdadeira identidade do tailandês e o chama de Lee Chin.
O jornalista diz que manteve contato com o mafioso antes da Copa do Mundo de 2006, e o tailandês relatou alguns jogos que teriam sido fraudados, inclusive dos Jogos Olímpicos de 2004. O manipulador teria, inclusive, previsto o resultado de uma partida do Campeonato Alemão que estava prestes a começar.
Em 25 de maio de 2006, Hill disse ter presenciado um encontro em Bancoc entre Chin e seus assessores com um intermediário ligado à seleção de Gana. Na reunião, teria sido fechado um acordo para a manipulação de resultados.O canadense afirmou ainda que, dois dias antes da partida entre Brasil e Gana, recebeu um telefonema de Chin em que o tailandês cravou que a seleção africana perderia por, no mínimo, dois gols de diferença.


CuRti no UOL

seja o primeiro a comentar!

Comente - Seu comentário é nosso incentivo.

BlogBlogs.Com.Br